Suporte de RH - Como saber que chegou a hora de mudar de emprego – e o que fazer em seguida

Suporte de RH - Como saber que chegou a hora de mudar de emprego – e o que fazer em seguida

 Suporte de RH - Como saber que chegou a hora de mudar de emprego – e o que fazer em seguida

Todos nós sabemos como é fácil se apegar ao ambiente gostoso, a seus colegas e seus clientes. Antes que se dê conta, você virou aquele funcionário rabugento, de maus bofes, que todo mundo no escritório evita. Se é assim, o desafio é identificar os sinais de que o seu trabalho atual já não funciona para você. De preferência, a tempo de preparar com calma a mudança de emprego ou transição de carreira. Um modo simples de fazer essa espécie exame de consciência é refletir sobre os seus sentimentos (pessoais e profissionais) no início e no final de cada dia de trabalho. Veja como:

De manhã
Você ainda acorda quase todos os dias com um sentimento positivo em relação ao seu trabalho? Ou aquela sensação de possibilidades ilimitadas que você tinha quando começou nesse emprego desapareceu? Se você se sente miserável toda manhã, pode ser hora de pensar em alternativas. Se agora a ideia de mais oito horas vendo os mesmos colegas e servindo os mesmos clientes, no mesmo lugar, deixa seu coração apertado, não faça isso com você por mais tempo.
Vale observar, também, os seus sentimentos no momento em que pisa no escritório. Se você realmente não gosta das pessoas com quem trabalha e/ou do seu chefe, o seu caso é sério. Você pode até tentar resolver os problemas que está tendo com os colegas ou com seu gestor, mas sabemos todos que muitas vezes isso não é possível.
Entre nas reuniões atento aos sinais. Suas ideias não estão mais sendo ouvidas (ou valorizadas)? Problemas à vista…
À noite
Quando o dia vai chegando ao fim, você se pega entediado? É muito provável que a sua carreira esteja estagnada. Se você não está mais crescendo profissionalmente nem aprendendo nada de novo no trabalho talvez seja a hora de sair.
Pesquisas sugerem que um profissional típico domina um trabalho específico ao longo de três anos. Não é uma regra, mas uma referência para avaliar se você está (ou não) aprendendo no trabalho. Estudos indicam que o emprego ideal envolve trabalho desafiador 20% do tempo. Empregos com pouco ou nenhum desafio colocam sua carreira em risco.
Quando o expediente termina, você sai do trabalho, mas o trabalho não sai de você? O estresse está presente dentro e fora do escritório? Cuidado: quando o trabalho começa a afetar a saúde física e mental da gente, é hora de ir embora.
Há ainda sinais claros de desconforto e desprestígio que podemos perceber ao longo dos dias, se estivermos atentos:
Você só se comunica com seus colegas para se queixar do trabalho ou do chefe.
As pessoas são promovidas antes de você.
Você não se lembra da última vez em que aprendeu alguma coisa nova no trabalho.
Também não se lembra da última vez em que alguém disse que você está fazendo um bom trabalho.
Você não quer o trabalho do seu chefe.
Você “desliga” em reuniões da equipe.
Você passa seu dia de folga com medo de encarar a manhã seguinte.
E agora?
Deixar um emprego tende a ser um dos momentos mais estressantes da sua vida profissional. Você pode ter passado anos fazendo parte de uma organização – e da cultura típica daquele escritório. É provável que, por mais insatisfeito que esteja agora, venha a se sentir inseguro (e triste…) ao deixar aquela rotina para trás. Para não falar das conexões pessoais. Certas situações, porém, tornam quase inevitável encarar essa decisão. Por isso, uma vez que você percebe que está chegando o momento de deixar o seu emprego, a primeira coisa a fazer é definir os passos para a mudança. Elabore uma lista do que você procura em termos de responsabilidades, cultura organizacional e de remuneração.
Considere as suas opções. Você pode sair agora e só depois encontrar um novo emprego? Ou precisa buscar trabalho enquanto ainda se segura no emprego atual? De acordo com a resposta, elabore seu plano de jogo. Antes de pular do barco, anote os prós e os contras de deixar o trabalho atual. Assim, você poderá obter uma perspectiva mais ampla.
Não deixe as emoções ficarem no caminho dessa decisão crítica. Olhe para o problema a partir de uma perspectiva de negócios. Se decidir que deixar o emprego é a decisão certa, tenha algumas ofertas sobre a mesa antes de partir.

Fonte: http://inquietaria.99jobs.com/como-saber-que-chegou-a-hora-de-mudar-de-emprego-e-o-que-fazer-em-seguida/?trk=pulse-det-art_view_ext

Editado em: 13.12.2015