Tecnologia. O que a impressão 3D pode fazer por você e pelo seu negócio

Tecnologia. O que a impressão 3D pode fazer por você e pelo seu negócio

Tecnologia. O que a impressão 3D pode fazer por você e pelo seu negócio

Você já deve ter ouvido falar em protótipos de grande impacto confeccionados em impressora 3D, como casas, automóveis e próteses médicas, mas, provavelmente, não imagina que ela possa ser utilizada para simplificar o dia a dia na indústria e em casa.
Alex Borro, especialista de Pesquisa & Desenvolvimento, e Luiz Borges, especialista sênior de desenvolvimento de aplicação na área de reparação automotiva da 3M, desenvolveram juntos uma solução para acabar com o pó gerado no processo de lixamento das oficinas.
Diante da necessidade de solucionar um problema apontado por clientes, os dois se uniram para desenhar uma solução e o protótipo deu tão certo que virou um produto comercializado no Brasil. Assim nasceu o Venturi, um aspirador de pó que funciona apenas com ar comprimido.
“Era para ser um protótipo funcional e percebemos que daria para fazer a manufatura aditiva do produto porque o custo e a escala de produção eram compatíveis”, diz Borges.
O Venturi é um bom exemplo de produto que teria um custo muito mais alto se fosse fabricado de outra maneira. “Na impressão 3D ele sai inteiro. Se fosse injetado, ele teria que ser desmembrado em cinco ou seis peças, fora o trabalho de pós produção, para juntar todas elas. Isso sem mencionar o custo dos moldes para cada uma dessas peças”, explica Borro.
Mas como saber se a impressora 3D é a melhor opção para fabricar o meu produto? A resposta é simples: a aplicação vale a pena se for um produto de baixa escala x complexidade média/alta.
No caso de produtos em larga escala, quanto maior o volume de produção, menor o custo. Já na impressão 3D, o custo é linear em relação à quantidade produzida. Isso significa que você pode imprimir uma ou 30 peças e o custo unitário será o mesmo. Embora o custo da matéria prima para impressão 3D seja mais alta, o processo é mais simples e evita uma série de outros gastos, como maquinário e pós-produção.
“Quando você tem um produto feito por manufatura aditiva (impressão 3D), pode fazer ajustes no computador alterando o produto de um lote para o outro, sem a necessidade de refazer um molde, por exemplo. Além da agilidade no processo, evita-se o desperdício de dinheiro”, diz Borro.
Em alguns casos, a impressão 3D é o primeiro passo para uma solução ganhar escala, por isso a sua escolha deve ser ponderada de acordo com a perspectiva e vendas.
Impressão 3D como aliada no controle de estoque
Vamos fazer uma análise simples: um carro possui cerca de 500 peças de plástico em seu processo de fabricação. Imaginem o tamanho do estoque de uma montadora para ter cada peça de diversos modelos de veículos, entre lançamentos, tradicionais e até fora de linha, por pelo menos 10 anos?
“Se a gente imaginar que é possível fazer aquela peça sob demanda, a montadora elimina aquele estoque enorme, ganha espaço para utilizar em outras situações e evita gastos desnecessários com produção”, explica Borro, que acredita que esse deve ser um cenário que veremos em um futuro próximo.
Já parou pra pensar no estoque do seu negócio? Quanto espaço você ocupa com peças plásticas? Esses produtos ainda estão em boas condições de uso? Quanto dinheiro está parado ali, sem perspectiva de giro?
Customização em 3D
Tudo que é diferente tem mais valor. Até pouco tempo atrás, tudo que pensávamos sobre customização tinha que ser artesanal. Hoje, basta saber fazer os desenhos para produzir peças customizadas e agregar valor ao produto. Há quem utilize para fazer peças customizadas para carros de colecionador - cobrando uma pequena fortuna pelos itens exclusivos, mas há outros exemplos mais comuns ao nosso dia a dia.
Em um casamento, os noivos podem ter todos os vasos da decoração com as iniciais em alto relevo, ou fazer uma lembrancinha personalizada para os convidados, por exemplo. “Existem muitos desenhos disponíveis que podem ser ajustados de acordo com a preferência ou impressos como estão”, Borges dá a dica.
O mesmo pode acontecer em casa e disso Borro entende. “Tenho crianças em casa e vira e mexe elas quebram alguma coisa; o trabalho que eu teria para ir até a loja comprar outro produto, desenho e imprimo em casa. Já fiz suportes, fechaduras e muitas outras coisas”, diz.
Apesar de não ser compatível com todos os tipos de material, já estão disponíveis para impressão 3D polímeros como ABS, Tritan, PLA, Poliamida e Policarbonato, que já proporcionam uma infinidade de opções para produtos de alto impacto, alta temperatura, resistência, produção biodegradável e outras necessidades. Portanto, quando alguém te perguntar o que uma impressora 3D é capaz de fazer, você já sabe: TUDO, você só precisa saber onde e como aplicar.
Fonte: https://www.3minovacao.com.br/blog/o-que-a-impressao-3d-pode-fazer-por-voce-e-pelo-seu-negocio

Editado em: 05.03.2018